As parcerias no varejo são recursos valiosos para desenvolver novidades, fornecer diferenciais para os clientes e aumentar o faturamento. Descubra como, a seguir!

Ter mais argumentos de vendas, mais benefícios para os clientes e mais pessoas falando sobre o seu negócio serão sempre boas táticas para atrair consumidores ou fidelizá-los e Uma das formas de conquistar todas essas vantagens e, ainda, turbinar as vendas é fazer parcerias no varejo.

Por isso, vale usar a criatividade e a inovação na hora de pensar em estratégias assertivas de parcerias no varejo que possam ser positivas tanto para a sua empresa quanto para seus clientes.

Descubra alguns caminhos possíveis a seguir!

5 dicas para firmar as melhores parcerias no varejo

Existe um ditado chinês que diz: “se você quer um ano de prosperidade, cultive trigo. Se você quer dez anos de prosperidade cultive árvores. Se você quer cem anos de prosperidade, cultive pessoas”.

Na realidade dos negócios, isso se mostra, também, bastante verdadeiro. É por meio das conexões que surgem novidades, melhorias e diferenciais que podem ajudar sua loja a ser mais bem-sucedida.

Para isso, conforme a realidade de seu negócio, levando em conta concorrência, localização da loja, fornecedores, perfil do cliente, etc., possível, desenvolver algumas iniciativas para captar parceiros. E, para tomar as melhores decisões, é importante:

  1. Encontrar parceiros com os mesmos valores

Ao buscar novos parceiros, é muito importante que eles tenham os mesmos valores que a sua empresa. Por exemplo, se o diferencial do seu negócio é o bom atendimento, não adianta fechar parceria com um empreendimento que é recordista em reclamações.

Lembre-se sempre de que a reputação do seu parceiro estará ligada à sua imagem – portanto, qualidade é melhor que quantidade na hora de fechar parcerias no varejo!

  1. Visitar os locais

É muito importante que você tenha um bom material de apoio sobre o seu negócio. Por isso, enviar uma apresentação por e-mail é sempre uma ótima alternativa. Mas, isso não anula o vínculo presencial. Marcar uma reunião pode abrir inúmeras oportunidades para fazer perguntas, conhecer mais sobre o parceiro, analisar a viabilidade da parceria, etc.

  1. Procurar por empresas de serviço

Fazer alianças com empresas que estejam alinhadas às necessidades e aos desejos dos seus clientes pode ser um ótimo atrativo. É importante ter em mente que, quando o cliente sente que há uma preocupação em atendê-lo, ele passa a ter uma visão de empatia com a loja que indicou tal serviço. Por isso, apesar de, nem sempre, os ganhos serem diretamente financeiros, no longo prazo tal ação será benéfica para o seu negócio.

Por exemplo, fazendo parceria com academias, spas de massagem, salões de beleza, etc., você pode gerar valor para o cliente e oferecendo algo que ele não encontrará na concorrência.

  1. Fazer aliança com concorrentes

As parcerias no varejo também podem trazer melhorias internas. Ainda que pareça estranho, firmar parceria com seu concorrente pode ser um bom negócio.

Por exemplo, se vocês compram com o mesmo fornecedor, vale a pena unir forçar para conseguir melhores preços e opções de pagamento mais facilitadas. As empresas que vendem produtos relacionados, mas que não há concorrência direta, podem gerar negócios umas para as outras.

  1. Apostar no marketplace colaborativo

Se você não sabe muito bem como isso funciona, é simples: trata-se de um ambiente online que vende produtos e serviços de diversas empresas. Fazer esse tipo de parcerias no varejo é uma ótima forma de chamar atenção dos clientes de outras lojas também.

E aí, já pensou qual é a melhor estratégia para firmar parcerias para o seu negócio? Continue acompanhando nossos conteúdos, também, no Facebook e no Instagram!

Compartilhe!